quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Cagou ao Perder as Pregas

Cagou ao Perder as Pregas



Há um ano atrás estava em uma famosa boate nas imediações da Paulista,quando encontrei o cara que iria ser o meu primeiro macho de verdade.
Estava no maior agito no meio da boate,quando me deparei com aquele cara maravilhoso.Um negro de parar a noite. Paulo, era um negro com seus 1,90m,100kg,olhos castanhos claros,uma boca que deixaria até mesmo Angelina Jolie morrendo de inveja.
Sentir que nesse dia eu iria me dar bem e foi o que aconteceu. Depois de muita paquera,ficamos juntos até o fim da balada.
Ele me convidou para ir até a sua casa, que por sinal não era tão distante da boate e para minha surpresa, ele falou que estava só em casa e q os seus pais estavam viajando e s voltaria no mês seguinte.
Aquele convite foi um prazer e uma putaria inédita que estaria prestes a rolar. Eu tenho 39 anos e quando aconteceu esse encontro, por incrível que pareça ele ainda não havia dado o cu antes.
Mas em compensação eu, era um ótimo cuneteiro, sabia chupar e comer um cu como ninguém. Nesse dia sai com o intuito de conhecer alguém legal pra saciar a minha fome por sexo e a minha tara por cu de macho e por sorte encontrei o Paulão.
Fomos tomar banho e quando vi aquele cara pelado quase enlouqueci de tesão quando vi o rabão duro lindo e liso dele,nunca tinha visto uma bunda tão grande, linda e gostosa. Ele tinha uma bunda tão perfeita e bem feita o que deixaria Carla Perez e Cia morrendo de inveja
Ele falou que tinha 98 cm de bumbum. Eu na hora tentei resistir. Eu virei-o de costas, o coloquei apoiado no vaso e comecei a chupar-lhe o cu, o que o levou as nuvens.
Sentei-me no vaso e mandei-o chupar meu pau todinho. Modestia a parte, a cabeça era tão bem feitinha e avermelhada que ele não resistiu e caiu de boca, engolindo minha pica completamente.
Eu, com muito carinho e safadeza falei no ouvido de Paulo: “Te prepara que eu vou comer esse cuzinho bem gostoso”. Ele tremeu na base, pois achava que não iria aguentar toda a minha piroca no cu.
Ele falou que não ia dar pra mim, por que não iria aguentar o meu pau todo no rabo. Pensei comigo mesmo, ele tá fazendo doce, esse cu deve de ser maior que túnel Airton Senna e já deve ter entrado nele milhões de picas. Eu lhe disse pra relaxar. Fomos para a cama e ele voltou com um tubo de ky e umas camisinhas.
Ele disse que queria contar-me um segredo: Falou-me que nunca tinha dado a bunda pra ninguém e que eu seria o primeiro e que o seu cabaço seria meu.
Quando ele falou isso o meu pau parece que dobrou ainda de tamanho de tanto tesão. Ele pegou o tubo de ky e besuntou bastante o próprio cu e mandou-me deitar e foi tentar sentar. Cara a dor deve ter sido horrível, pois quando tentou passar a cabeça do meu pau pelo seu anel de couro, ele fez uma careta de dar medo e urrou bem alto.
Quando a cabeça adentrou o seu rabo rasgando a prega rainha do seu cu, gritou dizendo que parecia que seu rabo tivesse uma brasa queimando-lhe a rosca.As lagrimas corriam-lhe dos olhos lavando seu rosto e se misturando com o suor que também escorria-lhe pela testa.
Depois que entrou a cabeça, o tronco deslizou com tudo pra dentro. Eu fiz força e levantei-o deixando-o na posição de frango assado. Era uma delicia sentir o seu cu sendo rasgado todinho e engolindo o meu pau todo.
Para a minha completa decepção quando eu tirei o meu pau para mudar de posição, veio todo sujo de merda, ele havia cagado, de tanta força que ele fazia pra vara entrar.
Mesmo assim eu não desisti, embora o cheiro de merda tivesse impregnado o ambiente todo. Eu levei-o ao banheiro e pedi que cagasse pra eu ver o estrago que eu havia feito em seu cu.
Subiu no vaso e ficou com a bunda virada pra mim, fez força e saiu um cagalhão bem grosso e seco que terminou de rasgar de vez o seu cu. Junto com o tolete de merda, saia sangue também.
Cara ele foi literalmente arrombado por mim. Ele disse que naquele momento a vontade de peidar se tornou incontrolável, ele não tinha mais controle nos seus peidos. E peidou muitos peidos, daqueles bem barulhentos. Tomamos banho, fizemos um lanche e quando foi mais tarde, quando ele estava dormindo, comecei a chupar meu cu outra vez, passei ky e vi que estava todo esfolado e enfiei o pau no rabo dele de novo, só que dessa vez já entrou com mais facilidade, mesmo que ele ainda sentisse muita vontade de cagar, quando estavisse com o meu cacete todo enfiado no cu.
Ele acordou quando sentiu o meu pau entrando e saindo do seu cu. Paulo começou a me chamar de safado e ele ficou de quatro. Eu socava tanto que ele gemia de dor, pediu-me para parar porque tava doendo muito e eu nada de parar.
Falou-me pra que estava com muita vontade de cagar e eu nem ouvi. O resultado foi trágico: Ele cagou no meu pau outra vez.
Quando eu gozei e tirei o pau do seu cu, ele soltou um peido super barulhento e a minha vara veio novamente toda suja de bosta. Quando gozei,tive a melhor gozada da vida,gozei literalmente pelo cu cabaço que acabara de comer e também pelo fato de terem cagado no meu pau com ele todo dentro do cu.
Passei uns três meses enfiando a pica direto no cu do Paulão, até que os pai dele nos pegou na cama e mandou ele pra fora do Brasil pra estudar num colégio interno e eu hoje fiquei sem o meu macho o qual tirei o cabaço do cu.
Mas tenho esperança de um dia encontrá-lo outra vez. Enquanto isso não acontece, eu vou comendo gostoso quem quiser dar o cuzinho que já tenha sido ou não inaugurado por alguém.
È por isso que o meu pau é exigente e só gosta de cuzão que cague nele quando ele estiver todo atoladinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário